VOCÊ LEMBRA DA "GRÁVIDA DE TAUBATÉ"? 4 ANOS DEPOIS, VEJA O QUE ACONTECEU COM ELA



É difícil se esquecer do maior caso de estelionato vivenciado na TV aberta. Você se lembra da “grávida de Taubaté”? A professora Maria Verônica Aparecida César Santos, ficou famosa na TV e na internet ao afirmar que estava grávida de quatro bebês. Ela enganou a família e o marido ao usar uma barriga de silicone com enchimento de tecidos para simular a barriga de gestante.







A farsa só foi descoberta porque Maria passou mal durante uma madrugada e, quando ela recusou atendimento médico, ela confessou ter inventado toda a mentira. O marido, Kléber Eduardo Melo Vieira, ficou extremamente abalado com a notícia e entrou em estado de choque quando descobriu a verdade.

Ela evitava contato físico com as pessoas para manter a fama de grávida de quadrigêmeos. Acredita-se que Maria fez isso para chamar a atenção da sua família. Seus parentes se afastaram dela quando ela decidiu se casar com Kléber. A “grávida de Taubaté” foi acusada de falsidade ideológica e de tirar vantagem das doações que recebeu de empresas, veículos de imprensa e pessoas.





A mulher teria copiado as imagens de ultrassom de uma blogueira que mora em Blumenau e postou as imagens na internet. Em entrevista ao portal UOL, Ana Paula Muckenberger afirmou que as imagens eram suas e foram feitas quando ela estava grávida de 24 semanas.


O que aconteceu com ela?



Após quatro anos, Maria Verônica e o marido dela Kléber Eduardo, escaparam do processo de estelionato. Apesar de o processo ter corrido em segredo de justiça, a decisão de não punir o casal foi publicada em 5 de dezembro de 2014. no Diário da Justiça Eletrônico. O juiz Érico Di Prospero Gentil Leite, da 3ª Vara Criminal da região aceitou um acordo feito pelo Ministério público em que Maria e Kléber deveriam cumprir os termos durante dois anos.

A última notícia sobre a “grávida de Taubaté” data de 2014. Ela estava desempregada e dedicava-se a cuidar de seu filho e da casa. Ela estava levando uma vida normal e extremamente religiosa. As informações são do advogado do casal, Enilson de Castro, em entrevista ao portal G1. A falsa grávida teve que pagar R$ 4 mil para a dona do ultrassom.

Falsa gravidez



Diferente do caso acima, o corpo humano pode forjar uma falsa gravidez. Esse problema em seres humanos é algo que não acontece com muita frequência. Geralmente, isso é ocasionado por distúrbios psicológicos. Acredita-se que a falsa gravidez é causada por alterações no sistema endócrino do corpo, conduzindo à secreção de hormônios que causam alterações físicas semelhantes as da gravidez.

Alguns homens experimentam os mesmos sintomas que uma mulher iria experimentar durante a gravidez quando sua parceira está grávida. Isso é possivelmente causado por feromônios que aumentam o estrogênio, prolactina, e os níveis de cortisol no corpo.

Para ser diagnosticado como gravidez falsa, a mulher deve realmente acreditar que ela está grávida. Quando uma mulher intencionalmente e conscientemente finge gravidez,  isso é é denominado “gravidez simulada”. Mulheres que desejam parecer grávidas, geralmente para fins sociais ou psicológicos, tem a opção de forjar o corpo de uma grávida sob a roupa.
VOCÊ LEMBRA DA "GRÁVIDA DE TAUBATÉ"? 4 ANOS DEPOIS, VEJA O QUE ACONTECEU COM ELA VOCÊ LEMBRA DA "GRÁVIDA DE TAUBATÉ"? 4 ANOS DEPOIS, VEJA O QUE ACONTECEU COM ELA Reviewed by Allyson Souza on 6/17/2016 03:02:00 PM Rating: 5

Gosta de testes?

http://picasion.com/