7 COISAS QUE ACONTECERIAM SE BOLSONARO FOSSE ELEITO PRESIDENTE EM 2018




AVISO: Esta matéria contém conteúdo hipotético e nós do Motivação do Dia não apoiamos ou repudiamos o assunto da matéria! O caráter deste conteúdo é apenas de suposição e nada afirmativo. 

Ele é considerado um deputado com semblante marcante, de opiniões polêmicas e que divide o carinho e o ódio de brasileiros, brasileiras e até algumas comunidades fora do país.

Por onde quer que passe, multidões aclamam o seu nome e o intitulam como “Bolsomito”, a junção da inicial do nome de “Bolsonaro” com a palavra “mito”. “Bolsonaro” + “mito”= “Bolsomito”.

Os comentários na internet são que ele será o próximo presidente do Brasil, em 2018, e que seria o político mais eleito para representar o país. Será mesmo que Bolsonaro conseguiria ser presidente do Brasil? O que aconteceria se Bolsonaro fosse eleito presidente? Confira algumas possibilidades de acontecimentos que a população poderia presenciar, que deduzimos com base em entrevistas dele para os diversos meios de comunicação, e trouxemos para você:

1. Provavelmente seria um mandato de combate ao crime


Possivelmente, o Brasil seria um país com um mandato cujo presidente defenderia o combate em sua totalidade de vários tipos de crimes - inclusive dando uma liberdade para as autoridades policiais a fazerem uso de métodos "tradicionais" para extraírem alguma eventual "verdade" que deseja ser esclarecida dos condenados.

Ele afirmou: "Eu defendo a tortura. Um traficante que age nas ruas contra nossos filhos tem que ser colocado no pau-de-arara imediatamente. Não tem direitos humanos nesse caso. É pau-de-arara, porrada. Para sequestrador, a mesma coisa. O cara tem que ser arrebentado para abrir o bico". 

2. Provavelmente não existiria a Comissão da Verdade


Em 2011, ele deu uma declaração polêmica sobre a criação da Comissão da Verdade, alegando que:

"Essa é uma farsa. uma mentira. É um projeto que caminha apenas para o apura o justiçamento no Araguaia, roubos, sequestros, execuções e justiçamentos. Isso é uma mentira".

3. A questão da comunidade LGBT




Podemos concluir que a comunidade LGBT não seria vista do mesmo modo. Bolsonaro sempre discutiu a temática ao longo de sua vida parlamentar, entretanto, de uns anos para cá, ele adotou uma postura mais abrandada da militância LGBT, exigindo que os homossexuais sejam tratados igualitariamente aos heterossexuais no que tange a lei.

Diferentemente de algumas de suas antigas citações como na resposta dada à revista Playboy, em uma entrevista de 2011,

"Seria incapaz de amar um filho homossexual. Não vou dar uma de hipócrita aqui: prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí. Para mim ele vai ter morrido mesmo. Se um casal homossexual vier morar do meu lado, isso vai desvalorizar a minha casa! Se eles andarem de mão dada e derem beijinho, desvaloriza".

4. O "Kit Gay" nas escolas


O combate à homofobia seria erradicado, se a proposta fosse usar o "Kit Gay" como instrumento de combate. Em 2011, Bolsonaro deu a seguinte declaração sobre o plano do MEC de incluir o combate à homofobia nos currículos escolares:

"O kit gay não foi sepultado ainda. Dilma Rousseff, pare de mentir. Se gosta de homossexual, assume. Se o teu negócio é amor com homossexual, assuma. Mas não deixe que essa covardia entre nas escolas de primeiro grau."

5. O salário pago aos trabalhadores


Provavelmente, as mulheres teriam menos direitos que os  homens, em um suposto mandato de Jair Bolsonaro, se analisarmos seu discurso dado em entrevista ao jornal gaúcho Zero Hora, alegando que não é justo a mulher ganhar igual ao homem, já que ela engravida.

"Eu sou liberal. Defendo a propriedade privada. Se você tem um comércio que emprega 30 pessoas, eu não posso obrigá-lo a empregar 15 mulheres. 

A mulher luta muito por direitos iguais, legal, tudo bem. Mas eu tenho pena do empresário no Brasil, porque é uma desgraça você ser patrão no nosso país, com tantos direitos trabalhistas. 

Entre um homem e uma mulher jovem, o que o empresário pensa? "Poxa, essa mulher tá com aliança no dedo, daqui a pouco engravida, seis meses de licença-maternidade…" Bonito pra c…, pra c…! 

Quem que vai pagar a conta? O empregador. No final, ele abate no INSS, mas quebrou o ritmo de trabalho. Quando ela voltar, vai ter mais um mês de férias, ou seja, ela trabalhou cinco meses em um ano. 

Por isso que o cara paga menos para a mulher! É muito fácil eu, que sou empregado, falar que é injusto, que tem que pagar salário igual. Só que o cara que está produzindo, com todos os encargos trabalhistas, perde produtividade. O produto dele vai ser posto mais caro na rua, ele vai ser quebrado pelo cara da esquina.

Eu sou um liberal, se eu quero empregar você na minha empresa ganhando R$ 2 mil por mês e a Dona Maria ganhando R$ 1,5 mil, se a Dona Maria não quiser ganhar isso, que procure outro emprego! O patrão sou eu."

6. Seria um defensor das reservas indígenas


Em um possível mandato para presidente de Jair Bolsonaro, poderíamos supor, com base em uma afirmação dele, de que os índios teriam uma atenção diferente. Em 2016, ele afirmou defender a redução de reservas indígenas, durante um evento em Campo Grande.

"Há interesses escusos [nas demarcações]. Eles atacam buscando inviabilizar o agronegócio. Índios não querem latifúndios. Se depender de mim, essa política unilateral de demarcar terra indígena por parte do Executivo vai deixar de existir.






A reserva que puder diminuir, eu farei" 
pontuou Bolsonaro, ao Portal Correio do Estado, em referência a conflitos agrários no Estado.

7. Militares nas escolas




Em entrevista ao programa "Mariana Godoy Entrevista", do dia 03 de Maio de 2015, ele alegou que os militares seriam usados em colégios, em um possível mandato seu de presidente.

Ele afirmou que "São pessoas com noções de disciplina, algo que falta nas crianças. Caso fosse presidente da República, ia colocar militares nas escolas".

O que você achou destas suposições sobre como seria um possível mandato do Deputado Jair Bolsonaro como presidente da república? Você o apoiaria? Deixe sua opinião nos comentários!

Fonte: www.fatosdesconhecidos.com.br
7 COISAS QUE ACONTECERIAM SE BOLSONARO FOSSE ELEITO PRESIDENTE EM 2018 7 COISAS QUE ACONTECERIAM SE BOLSONARO FOSSE ELEITO PRESIDENTE EM 2018 Reviewed by Túnel Nerd on 17:07 Rating: 5

Gosta de testes?

http://picasion.com/