BEBÊ TEM PROBLEMA DE PELE SEVERO E MÉDICOS NÃO CONSEGUEM TRATÁ-LO










Stephanie Smith, 35, tem um filho pequeno chamado Isaiah. Quando Isaiah nasceu, Stephanie mal pôde conter a felicidade. Até que ela nota algo estranho na pele do recém-nascido, e a vida deste bebê vira um verdadeiro pesadelo.

Uma irritação vermelha aparece na pele de Isaiah; ele tem apenas 3 meses de vida. Toda vez que ele entra em contato com perfume ou qualquer cheiro intenso, a irritação piora. A situação se agrava a ponto de a pele delicada do bebê rachar e sangrar.


Os médicos acham que Isaiah tem um caso grave de eczema e receitam uma pomada à base de cortisona. De início, a irritação parece melhorar, mas, então, um novo pesadelo começa:

O corpo inteiro de Isaiah fica vermelho e a irritação volta, só que pior. O bebê precisa de mais pomada para tratar as lesões severas, o que só faz desencadear o mesmo processo.


A irritação melhora um pouco, só para depois piorar. Os médicos não acreditam na reação do corpo do bebê. Seu cabelo começa a cair e ele responde cada vez menos a estímulos.


“Os médicos diziam que era só eczema," diz Stephanie. "Muitos médicos entravam e saíam do nosso quarto no hospital. Um dos médicos chegou a dizer que era eu quem estava envenenando meu filho com o leite materno e que deveria parar de amamentar imediatamente."

Aos 5 meses, Isaiah teve uma erupção muito severa. Ele foi levado às pressas de volta para o hospital e tratado com corticóides pesados. Sua pele volta ao normal, mas 2 dias depois, a erupção volta. O bebê gritava incessantemente.


Para ajudar Isaiah e diminuir o risco de uma infecção, Stephanie começa a evitar atividades cotidianas. Ela enrola Isaiah em gaze e aplica camada sobre camada da pomada receitada pelos médicos. Até suas pequenas mãos precisam ser enfaixadas para evitar que ele se coce enquanto dorme.

Isaiah só se sente melhor dentro da água. Por isso, Stephanie passa horas sentada ao seu lado enquanto ele descansa na pia. É o único lugar em que o menino não chora.


“Toda vez que eu o tocava, sua pele rachava e começava a escorrer líquido. Eu não podia sequer encostar meu rosto no dele," diz Stephanie. A mãe não podia abraçar seu filho nem pegá-lo nos braços sem que ele estivesse enrolado em panos. "Ele estava sempre com dor e gritando. Eu estava sempre chorando."

“Era como se ele não tivesse pele," diz Stephanie. "Ele sentia dor constantemente. Um dia, a situação se agravou tanto, que eu pensei: se esta tiver de ser a sua vida, que ele seja levado."


Em meio a todo o seu desespero, quando os médicos lhe dizem que não podem ajudar seu filho, Stephanie recorre à internet. Em um fórum, ela descobre um post sobre "síndrome de abstinência de corticóides" e vê imagens de crianças com o problema. De repente, ela entende o que há de errado com Isaiah.


“Eles falavam dos efeitos colaterais da cortisona e como ela pode piorar problemas de pele quando você a suspende."

Stephanie decide suspender a corticoterapia do filho e começa a fazer pomadas e loções em casa, na tentativa de encontrar um tratamento menos nocivo à pele do bebê.

Uma combinação de capim limão e zinco funciona melhor. A pele de Isaiah logo começa a apresentar áreas livres de qualquer inflamação.


E até o pequeno Isaiah percebe o que faz seu sofrimento melhorar: quando sua pele começa a coçar, ele corre para a mãe e aponta para a pomada.

10 meses após a retirada da cortisona, a pele de Isaiah voltou ao normal. Ele agora é uma criança de 1 ano completamente saudável. "Nós consultamos 35 médicos diferentes. Todos disseram que era eczema. Eu agora quero lhes mostrar as fotos para que vejam como a pele de Isaiah melhorou."

E o melhor de tudo: o bebê, que antes não podia encostar em ninguém, agora é uma criança alegre que pode correr e brincar fora de casa. "Nós perdemos o primeiro ano de sua vida. Eu não podia beijar ou abraçar Isaiah," diz Stephanie, ao lembrar da época tão triste. Mas: "agora nós podemos abraçá-lo toda hora. Ele adora!"


Stephanie conta, como só ela pode, o que aconteceu com seu filho. E ela o faz porque sua história pode ajudar outras mães cujos filhos sofrem do mesmo problema. Por isso é tão importante compartilhar a história de Isaiah. Ela pode ajudar outra criança em sofrimento e outra mãe desesperada.

Fonte: www.naoacredito.com.br
BEBÊ TEM PROBLEMA DE PELE SEVERO E MÉDICOS NÃO CONSEGUEM TRATÁ-LO BEBÊ TEM PROBLEMA DE PELE SEVERO E MÉDICOS NÃO CONSEGUEM TRATÁ-LO Reviewed by Túnel Nerd on 08:24 Rating: 5

Gosta de testes?

http://picasion.com/