MÃE COMPARTILHA MENSAGEM CHOCANTE SOBRE SEU CORPO, APÓS TER DOIS FILHOS








Não é surpresa para nenhuma mãe de primeira viagem que seu corpo irá passar por diversas mudanças durante e após a gestação. No entanto, quando consideramos o fato de que os corpos destas mulheres acabaram de abrigar um ser humano, é surpreendente que não sejamos capazes de valorizá-los.

A verdade é que as mães costumam estar tão focadas em perder o peso ganho na gravidez ou em entrar naquela calça jeans antiga que não conseguem ver como seus corpos são incríveis.

Entretanto, uma nova mãe quer mudar a forma como a sociedade enxerga o corpo feminino após a gestação. Laura Mazza, que escreve um blog sobre maternidade chamado ‘Mum on the Run’ (Mãe na correria, em tradução livre), usou o Facebook para compartilhar fotos de seu corpo antes e depois de ter seus bebês, juntamente com um texto poderoso intitulado ‘Love Makes You Fat’ (O amor engorda).

“Não, este não é um ‘antes e depois’ de perda de peso. Mas é uma história de vitória. Eu escrevo isso com o meu coração. Dói. Na esquerda está o meu corpo antes de ter filhos,” ela escreveu ao lado de suas fotos.

“Nenhuma estria ou cicatriz por causa de um piercing no umbigo. Um umbigo alto. Uma barriga reta. Eu estava sempre de dieta naquela época. E esta foi a melhor dieta que eu fiz. Eu costumava tirar fotos do meu progresso.”

“Publicar esta foto não seria ruim; é como se eu estivesse de biquíni. É socialmente aceitável.”


Laura, que tem uma filha de sete meses e um filho de dois anos, explicou que costumava ter uma visão perturbadora de seu corpo. “Eu adorava porque estava perdendo peso rapidamente, e quanto mais os ossos apareciam, mais eu valorizava a mim mesma.”

Ela contou que mantinha uma dieta livre de carboidratos “praticamente sem vegetais” e composta quase inteiramente de carne, e que as pessoas diziam que ela parecia “em forma” e “saudável”. “Mas eu ainda olhava para esta foto, esta minha imagem, como se fosse gorda. Não havia nada errado com a minha aparência. Meu corpo era meu.”

Em seguida, Laura compara como as pessoas reagem ao seu corpo hoje, com a forma como reagiam antigamente. “A foto da direita sou eu hoje. Estrias. Um umbigo caído. Mais gordura, sem muitos ossos à mostra, e mais covinhas que representam celulite. As pessoas não querem ver esta foto.”

“De repente não está mais aceitável. Não está agradável aos olhos. Não é um corpo que pode ser admirado.”

“As cicatrizes, as estrias e a barriga mole estão aí porque eu criei seres humanos. Eu comi um pouco mais de bolo, eu bebi um pouco mais de vinho. Eu fiz bolo de caneca às nove da noite e me aconcheguei no sofá com meu marido. Mas por alguma razão, eu não amava este corpo. É triste.”


Muito inspirador, não concorda?

Fonte: www.br.vida-estilo.yahoo.com