MENINO DE 13 ANOS TIRA A PRÓPRIA VIDA, MAS ANTES DEIXA UMA CARTA QUE CHOCA SUA FAMÍLIA





Bullying é um termo recente mas sua prática é tão antiga que não se sabe ao certo quando surgiu. Uma brincadeira bem humorada é bem diferente de se tornar uma verdadeira piada na escola.

Aos 13 anos de idade, o adolescente Daniel Fitzpatrick era vítima de bullying diário na escola. De acordo com um jornal local, o menino estadunidense sofreu um ato fazendo pouco caso do garoto.

A instituição se recusou a intervir nas agressões físicas e psíquicas que o menino sofria, mesmo com o pedido de professora.

Então, Daniel se enforcou com um cinto no sótão de sua casa. Mas pouco tempo antes disso acontecer, o aluno escreveu uma carta em que explicava como se sentia em relação à isso e o quanto a falta de ajuda o machucava.


O pai de Daniel, revelou a história do filho, inclusive a carta e sua foto a fim de evitar que casos parecidos aconteçam novamente. "Nenhum pai deveria ter que enterrar seu filho. Nenhuma criança deveria passar pelo que o meu filho passou", disse ele. "As crianças xingavam ele dentro da sala de aula e atiravam coisas nele. Isso o deixava triste e frustrado", conta a mãe.

Os pais do menino chegaram a fazer uma reclamação formal na escola, Holy Angels Catholic Academy que fica em Nova York. A resposta da escola foi: “tudo vai ficar bem. É só uma fase e vai passar”.

"Eu espero que você nunca, nunca tem que sentir o que a minha família está passando agora. Você cuida dos seus filhos todas as noites e os dias [...]. Eu não entendo isso. Os seus monstros tomaram isso de mim e da minha esposa", desabafa o pai.

 Na carta, Daniel escreveu: “estou escrevendo para contar minha experiência na Holy Angels Catholic Academy. A primeira vez, foi tudo bem. Muitos amigos, boas notas, vida ótima. Só que eu mudei e voltei para escola e isso foi diferente. Meus antigos amigos mudaram. Eles não falavam comigo, nem gostavam de mim. A 6ª série veio. Anthony, meu amigo, não se deu muito bem e eu também. Mas Anthony resolveu descontar isso em mim”. Ele praticava bullying contra mim ao lado de John, Marco, Jose e Jack. Faziam isso constantemente, até que eu entrei em uma briga com Anthony. Todos pararam, exceto John, ele estava com raiva. Eu acabei tendo que tirar raios-x do meu dedo por causa de John. Acabei brigando com ele e tive meu dedo mindinho fraturado. Então, ele acabou tendo problemas. Para mim, nenhum problema. Mas eles continuaram. Eu desisti dos professores também. Eles não faziam NADA. Não brigavam com eles e ainda quando eles arranjavam problemas, eu que levava a culpa e tinha problemas. Anthony estava bravo comigo porque acreditava que eu fiz ele falhar. Mrs. McGoldrick não fazia nada. Contei para todos os professores, que não fizeram nada. Exceto Ms. D’Alora. Ela era a professora mais legal de todas. Ela entendia e fez alguma coisa, mas isso não durou muito. Eu queria sair, eu implorei, pedi eventualmente. Eu falhei, mas eu não me importava. Eu estava fora e era tudo o que eu queria”.

Não podemos desprezar a dor do outro, ninguém sabe a intensidade do que ele está sentindo. É preciso ter cuidado, é preciso ter amor ao próximo, só assim podemos chegar a algum lugar.

Fonte: www.bestofweb.com.br
MENINO DE 13 ANOS TIRA A PRÓPRIA VIDA, MAS ANTES DEIXA UMA CARTA QUE CHOCA SUA FAMÍLIA MENINO DE 13 ANOS TIRA A PRÓPRIA VIDA, MAS ANTES DEIXA UMA CARTA QUE CHOCA SUA FAMÍLIA Reviewed by Túnel Nerd on 13:36 Rating: 5

Gosta de testes?

http://picasion.com/