7 SINAIS DE QUE INFELIZMENTE VOCÊ NÃO VAI PASSAR DOS 35 ANOS

Queremos deixar claro que a intenção dessa matéria não é criticar ninguém, mas sim alertar que você pode morrer mais cedo do que pensa.




É amigos, ter uma vida longa não é nada fácil, cuidar da saúde está cada vez mais complicado, a comida rápida e fácil, porém nada saudável, está cada vez mais presente na vida das pessoas, isso sem falar nos abusos que muitas pessoas fazem das substâncias. Primeiramente queremos deixar claro que a intenção dessa matéria não é criticar ninguém, mas sim alertar que você pode morrer mais cedo do que pensa.

Bom, existem alguns cuidados básicos que podem sim salvar as nossas vidas, é claro que não precisamos ter uma vida chata e restrita, mas podemos sempre equilibrar as coisas pensando em ter uma vida mais saudável. Mas e aí, será que você viverá muito? Confira agora a nossa matéria com os 7 sinais de que você não vai passar dos 35 anos e descubra:








1 – Você toma refrigerantes como se não houvesse amanha


Com ou sem açúcar, o refrigerante possuí ácido fosfórico, que em excesso, pode causar problemas renais e cardíacos, além da perda muscular e até a osteoporose. Um estudo feito em 2010 revelou que ratos que consumiam muito fosfato ou ácido fosfórico morriam até 5 semanas mais cedo do que os ratos que tinham uma dieta com níveis desse ácido normais. Falando em morrer, leia também a nossa matéria com os 12 casos de pessoas que infelizmente morreram durante o sexo.

2 – Cigarros


Todo mundo está cansando de saber que cigarro mata, tanto que nas próprias embalagens possuem avisos dos danos do produto. As mais de 4.700 substâncias químicas presentes no tabaco podem causar doenças cardiovasculares, câncer de pulmão, enfisema e bronquite crônica, entre milhares de outras doenças. Bom, o aviso sobre o consumo do cigarro está em toda parte, se você morrer por causa do tabaco não vai ser por falta de aviso.

3 – Consumo excessivo do álcool


Tomar uma cervejinha não pe problema algum, o problema é quando o consumo se torna excessivo. Além de muitas pessoas morreram em acidentes por estarem dirigindo bêbadas, o uso a longo prazo eleva o risco do surgimento de doenças como câncer na cavidade oral, esôfago, faringe, fígado e vesícula biliar. Mas também pode causar hepatite, cirrose, gastrite, úlcera, e quando usado em grandes quantidades pode ocasionar danos cerebrais irreversíveis. Dá sim para tomar uma cervejinha socialmente, não precisa exagerar toda vez que você for beber.

4 – Alimentação inadequada


Para sermos saudáveis, a alimentação realmente e fundamental, ela deve se basear no consumo de todos os nutrientes necessários para o funcionamento do corpo. Assim sendo, precisamos ter uma dieta que inclua proteínas, carboidratos, lípidos, vitaminas e sais minerais.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), boa parte da população não ingere os valores mínimos recomendados de sais minerais e vitaminas. A má alimentação pode causar problemas na formação dos ossos, anemias, fraqueza muscular, problemas de visão, dificuldades respiratórias, etc. É claro que podemos sim comer besteiras de vez em quando, mas tudo precisa ser devidamente equilibrado.

5 – Falta de exercícios físicos



O sedentarismo pode ser mais perigoso para a saúde do que a obesidade, e segundo um estudo publicado no ano passado no periódico “American Journal of Clinical Nutrition”, afirma que a falta de exercícios físicos aparece relacionada a duas vezes mais mortes do que a obesidade. O resultado foi retirado a partir da observação de 334.161 homens e mulheres da Europa durante uma média de 12 anos. É amigo, se você é do tipo de pessoa sedentária, é melhor começar a se preocupar.

6 – Uso de drogas


Vocês já viram quantas pessoas morrem pelo consumo de drogas por ano? Segundo a ONU, quase 200 mil pessoas morrem anualmente devido ao consumo de narcótico ilegais, entre sobredoses e outros problemas associados. Segundo Yuri Fedotov (diretor executivo do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime), atualmente existem 27 milhões de toxicodependentes com problemas graves de saúde, em que 12 milhões deles utilizam drogas injetáveis, como a heroína. Mas e aí, vai fazer parte desses 200 mil?

7 – Transa irresponsável


Segundo o site Brasil.gov.br, de 2009 a 2015, o número de pessoas em tratamento no SUS aumentou 97%, passando de 231 mil para 455 mil pessoas. Além disso, os dados do Ministério da Saúde apontam um aumento entre os anos de 2014 e 2015 de 32,7% da sífilis adquirida, 20,9% da sífilis em gestantes e 19% da doença congênita, em que a mãe passa para o bebê. Então amigos, com todos esses dados assombrosos, não dá para sair por aí tendo relações sem segurança, concordam?

Então, caros leitores, se vocês vivem intensamente todos os 7 itens da nossa matéria, é melhor começar a se cuidar ou você não ficará muito tempo entre nós. Se você acha que faltou algo na nossa lista, deixe seu comentário que a gente acrescenta no conteúdo.

7 SINAIS DE QUE INFELIZMENTE VOCÊ NÃO VAI PASSAR DOS 35 ANOS 7 SINAIS DE QUE INFELIZMENTE VOCÊ NÃO VAI PASSAR DOS 35 ANOS Reviewed by Allyson Souza on 11/16/2016 02:19:00 PM Rating: 5

Gosta de testes?

http://picasion.com/