MÃE QUASE PERDE A ESPERANÇA APÓS ULTRASSOM CHOCANTE


Quando Tammy Gonzalez, 39 anos, foi fazer um checkup de rotina durante sua gravidez, ela não estava preparada para o que estava prestes a ver no ultrassom. Na tela havia algo que parecia uma grande bolha saindo da boca da criança, mas ninguém sabia do que se tratava. 







Após analizarem o caso, os médicos não tinham boas notícias: era um teratoma, um tumor muito raro e mortal que só aparece em 1 a cada 100.000 gravidezes. O tumor estava na boca da criança e, de acordo com os médicos, ela provavelmente morreria. Mesmo que ela sobrevivesse, ela teria que passar por uma traqueostomia e várias operações subsequentes. Após informá-la sobre todas as complicações que poderiam surgir, os médicos de Tammy a aconselharam a encerrar a gravidez.




Mas Tammy não quis desistir de sua filha e se recusou a abortar. Ela insistiu que deveria ter algo que os médicos pudessem fazer. Ela começou a fazer pesquisas e finalmente descobriu que o tumor podia ser removido por cirurgia endoscópica. Tammy ignorou os riscos que os médicos tinham mencionado e em maio de 2010 o Dr. Ruben Quintero removeu com sucesso o tumor da boca da bebê enquanto ela ainda estava no útero!


A única coisa que restava fazer era esperar pelo parto. E cinco meses depois, em 1º de outubro de 2010, a pequena Leyna Mykaella Gonzalez nasceu. E o melhor de tudo é que ela era completamente saudável. Tammy acredita que os médicos que a operaram são salvadores. Tammy não poderia ficar mais orgulhosa quando fala sobre sua filha: "Ela tem uma pequena cicatriz no céu da boca. Ela fala, bebe. Ela é minha pequena criança milagre."



Hoje, cinco anos depois, Leyna Mykaella ainda está em perfeita saúde e aproveitando uma infância feliz graças à mãe dela, que se recusou a perder a esperança. Algum dia ela vai entender quão especial sua mãe realmente é.

Fonte: naoacredito.com.br