QUANDO VOCÊ VAI MORRER? CONHEÇA 5 MANEIRAS DE DESCOBRIR CASO QUEIRA SABER

Para uma avaliação rápida, há diversos testes de “relógios da morte” que você pode fazer



Publicidade


Os indicadores mais confiáveis tendem a ser os mais simples, como a resposta das pessoas para a pergunta “Você está bem?”

Quão longe – e rápido – você é capaz de correr em uma esteira também oferece uma previsão assustadoramente precisa da sua probabilidade de morrer na próxima década.

Para uma avaliação rápida, há diversos testes de “relógios da morte” que você pode fazer – e estranhamente, um deles não envolve perguntas relacionadas ao consumo de álcool e aos hábitos alimentares.

Ubble

O teste do site Ubble.co.uk foi aplicado em 35 mil pessoas – e mostrou ter uma precisão de 80% usando questões como “Como você descreveria o ritmo da sua caminhada,” e “Quantas pessoas moram na sua casa?”

Com base em respostas de 500 mil voluntários britânicos no estudo UK Biobank, o teste do Ubble monitorou os voluntários ao longo de cinco anos para definir os melhores indicadores da sobrevivência.


Publicidade

“Relógios da morte” de estilo de vida

Os relógios da morte têm sido populares na Internet desde que o World Wide Web lançou a sua versão.

Em sua maioria, eles são baseados em estatísticas publicadas sobre os efeitos da obesidade, do consumo excessivo de álcool e da prática de exercícios no índice de mortalidade. Relógios como o Fateful Day e o Death Timer iniciam uma contagem regressiva até o dia da sua partida.

No entanto, estas estimativas não devem ser levadas muito a sério, já que não são apoiadas por autoridades médicas – embora o conselho de reduzir o consumo de álcool e parar de fumar seja universal.



Publicidade


Por quanto tempo você consegue correr em uma esteira?

Segundo um estudo recente, uma das formas mais precisas de avaliar a probabilidade de que alguém morra na próxima década é analisar o seu desempenho em uma esteira.

Uma equipe de pesquisadores analisou resultados de 58 mil testes físicos realizados em Detroit, nos Estados Unidos, e depois descobriu quantos dos participantes morreram na década seguinte.

A Universidade John Hopkins descobriu que mensurar a frequência cardíaca e o nível físico em uma esteira permite estimar o risco de morte com uma eficácia maior do que a observação de fatores de risco, como o histórico familiar de morte prematura.

Por exemplo, uma mulher de 45 anos com uma pontuação muito baixa no teste físico tem um risco de 38% de morrer na próxima década, enquanto uma mulher da mesma idade com uma pontuação máxima apresentou um risco de apenas 2%.


Publicidade

Sua frequência cardíaca em repouso é maior do que 80?

Se você usa algum tipo de pulseira fitness, como Fitbit ou Jawbone, provavelmente sabe qual é a sua frequência cardíaca em repouso.

Temos más notícias, caso ela seja superior a 80.

Pessoas com uma frequência cardíaca em repouso superior a 80 batimentos por minuto têm uma chance 45% maior de morrer nos próximos 20 anos do que aquelas com uma frequência de 45bpm, de acordo com a Faculdade de Medicina da Universidade de Qingdao.

Pesquisadores dessa Universidade chinesa analisaram dados de 46 estudos anteriores, que envolviam 1,2 milhão de pessoas.

O Dr. Dongfeng Zhang disse: “Não há dúvidas de que uma frequência cardíaca elevada, em repouso, serve como um indicador de um estado de saúde insatisfatório.”

“Nossos resultados apontam que as pessoas deveriam prestar mais atenção a suas frequências cardíacas em repouso pelo bem da sua saúde, e também indicam a grande importância da prática de atividade física para reduzi-la.”

Você tem um aperto de mão fraco?

Pessoas com um aperto de mão fraco não apenas têm problemas em causar uma boa primeira impressão – elas também correm um risco maior de morrerem jovens.

Um estudo abrangente descobriu que o aperto de mão fraco está associado a um maior risco de ataque cardíaco e derrame – decorrente, possivelmente, do fato deste ser um indicador da forma física.

As estatísticas se mantêm, mesmo quando são ajustadas a outros fatores, como o hábito de fumar. Cada redução de 5kg na força do aperto de mão é associada a um aumento de 9% no risco de derrame, e 7% no risco de ataque cardíaco.

Os pesquisadores, da Universidade McMaster no Canadá, analisaram dados de 139.691 adultos com idades entre 35 e 70 anos, mensurando a força dos apertos de mão usando um dinamômetro de mão.

Rob Waugh

Fonte: yahoo.com.br 

Publicidade

Veja também

QUANDO VOCÊ VAI MORRER? CONHEÇA 5 MANEIRAS DE DESCOBRIR CASO QUEIRA SABER QUANDO VOCÊ VAI MORRER? CONHEÇA 5 MANEIRAS DE DESCOBRIR CASO QUEIRA SABER Reviewed by Allyson Souza on 05:19 Rating: 5

Gosta de testes?

http://picasion.com/