8 VERSÕES ORIGINAIS DE CONTOS DE FADA QUE VÃO DESTRUIR A SUA INFÂNCIA



Esqueça a magia dos filmes, as princesas meigas e os finais felizes. Grande parte das histórias que você conhece não são nenhum pouco parecidas com a original!




Publicidade


Publicidade



Algumas prometem destruir um pedacinho da sua infância e até te dar pesadelos!

Confira 8 versões originais de contos de fadas que vão acabar com a sua infância: 

1 – A Pequena Sereia

Na história original de Hans Christian, a sereia faz um acordo com um bruxo do mar que oferece condições bizarras. Ao invés de perder a voz, Ariel tem a língua cortada. Além disso, as novas pernas da sereia fazem-a sentir uma dor terrível, como se andasse em cima de facas afiadas. Para piorar, ela precisa conseguir o beijo verdadeiro, senão morrerá. Porém, o príncipe se casa com outra mulher. No fim, Ariel se joga no mar e se transforma em espuma.






2 – Cinderela

Na versão original o esforço das irmãs para conseguir calçar o sapatinho de cristal vai muito além do que você imagina. Uma delas corta os dedos do pé e a outra corta o calcanhar na tentativa de casar com o príncipe. Ele, por sua vez, é avisado de que o sapatinho está repleto de sangue e não aceita nenhuma das duas como esposa. Além disso, as irmãs têm os olhos furados por aqueles simpáticos passarinhos que ajudam Cinderela no filme da Disney.




Publicidade


3 – Pocahontas

Ela realmente existiu, foi uma índia que mais tarde viria a se casar com o inglês John Rolfe. Pocahontas realmente salvou a vida de John Smith, que seria executado pelo seu pai em 1607, após ser capturado. Mas, ao contrário do que dizem os romances, Pocahontas e Smith nunca se apaixonaram. Smith serviu como um tutor da língua e dos costumes ingleses para a índia, que mais tarde seria presa pelos colonos e só libertada com a condição de casar-se com um dos mais importantes comerciantes ingleses do setor do tabaco.




4 – Branca de Neve

Na história dos irmãos Grimm, a rainha não faz ideia de que Branca de Neve sobrevive após comer a maçã envenenada. Na verdade, Branca de Neve fica engasgada com um pedaço de maçã e asfixia. Ela não acorda com um beijo: o pedaço de maçã sai da garganta da Branca de Neve após a carruagem usada pelo príncipe para carregar a moça tropeçar. Enfim, o príncipe pede a moça em casamento e convida a rainha má para a festa. Lá, a rainha é condenada a dançar até a morte usando sapatos quentes.




5 – Rapunzel

Na versão original, o príncipe é cego e fica vagando pela floresta sozinho. Ele ouve a voz de Rapunzel, que por sua vez tinha dado a luz a gêmeos desde que esteve presa na torre. Eles se encontram e Rapunzel restaura a visão do príncipe com suas lágrimas.




Publicidade


6 – A Bela e a Fera

Em uma das primeiras versões, de Gabrielle-Suzanne Barbot de Villeneuve, Bela tem duas irmãs malvadas e invejosas. A Fera, que tecnicamente mantinha Bela em cativeiro, mas a tratava como uma rainha, deixou que ela visitasse sua casa por um dia. As irmãs, percebendo que Bela ganhava presentes e um ótimo tratamento da Fera, tentaram atrasar o retorno da moça, afim de deixar a Fera furiosa e isso resultasse na morte de Bela.




 7 – A Bela Adormecida

A primeira versão, Sol, Lua e Tália, escrito por Giambattista Basile, tem um desfecho bem diferente do que conhecemos. A menina tinha o destino ameaçado por uma farpa de linho, segundo os sábios homens do reino. O pai ordena que nenhum linho seja trazido para sua casa, porém anos mais tarde a profecia se cumpre e uma farpa de linho entra sob a unha da moça e ela cai no chão aparentemente morta. Incapaz de suportar a ideia de enterrar sua filha, o senhor coloca Tália em uma de suas propriedades rurais.
Algum tempo depois, um rei encontra Tália e tenta acordá-la. Sem sucesso, ele abusa da moça e a deixa lá. Ainda em seu sono profundo, nove meses depois, Tália dá a luz a gêmeos, um menino e uma menina. Um dia, a menina não consegue encontrar o seio de sua mãe, começa a chupar o dedo de Tália e acaba tirando a farpa de linho. Tália desperta imediatamente. Ela dá os nomes de “Sol” e “Lua” a seus filhos. O rei reencontra Tália e as duas crianças e a esposa do rei fica furiosa ao saber de toda a história.
A rainha tenta matar as duas crianças e alimentar o rei com elas. O rei descobre, fica furioso e manda matar a esposa.
No fim, Tália e o rei se casam e todos vivem felizes para sempre, ainda que a moça saiba que foi estuprada pelo rei.



8 – Chapeuzinho Vermelho

Na versão de Perrault, o lobo mata, mas não devora a vovó. Quando Chapeuzinho chega na casa, o lobo fantasiado oferece carne da avó para a garota comer. Ela come toda a carne, e ainda bebe uma taça de vinho (que era na verdade o sangue da avó). Depois, quando chama a garota para a cama, ele pede a Chapeuzinho que fique nua antes de se deitar. O lobo devora a Chapeuzinho.




Fonte: www.tudointeressante.com.br



Publicidade
8 VERSÕES ORIGINAIS DE CONTOS DE FADA QUE VÃO DESTRUIR A SUA INFÂNCIA 8 VERSÕES ORIGINAIS DE CONTOS DE FADA QUE VÃO DESTRUIR A SUA INFÂNCIA Reviewed by Allyson Souza on 4/04/2017 09:06:00 AM Rating: 5

Gosta de testes?

http://picasion.com/