VEJA O QUE A MANEIRA QUE VOCÊ DORME DIZ SOBRE SEU RELACIONAMENTO



Quando estamos sozinhos, costumamos ter uma posição preferida para dormir, seja espalhados com a barriga para cima ou em posição fetal, no cantinho da cama.
Geralmente trata-se apenas de uma questão de conforto.
No entanto, quando dividimos a cama com nossos parceiros, a forma como dormimos pode revelar mais sobre o relacionamento do que poderíamos imaginar.
Conversamos com Elizabeth Kuhnke, especialista em comunicação e autora do livro ‘Body Language: Learn How to Read Others and Communicate with Confidence’sobre o que nossa posição favorita de dormir diz sobre nós e nossos parceiros.



Publicidade


Publicidade




Distantes e de costas um para o outro
“Embora você possa imaginar que dormir de costas para o parceiro com um espaço entre os dois seja pouco romântico, estudos mostraram que trata-se da posição mais comum adotada pelos casais,” diz Kuhnke.

“A posição é prática e demonstra que o casal está conectado, seguro, próximo e independente no relacionamento”.
Conchinha
E o que dizer da clássica conchinha, a favorita dos apaixonados?
“A conchinha é uma posição clássica entre os casais,” Kuhnke confirma.
“Esta posição demonstra que um membro do casal gosta de proteger o outro. Além disso, esta escolha é sensual, já que deixa a pessoa da frente em uma posição sexualmente vulnerável”.
“Ao se permitir ser envolvido numa posição de conchinha, você está dizendo a seu parceiro que confia nele”.


Publicidade

Mas nem tudo é perfeito no reino da conchinha, conforme ela explica:
“Se a conchinha se transforma em uma perseguição em que um dos membros do casal se retira para o seu lado da cama e o outro o segue em uma tentativa de manter a proximidade, fique atento”. “Algo no relacionamento não está certo”.
Conchinha frouxa
Nem todas as “conchinhas” são iguais.
“Casais recentes tendem a ter um maior contato físico na cama do que aqueles em relacionamentos maduros,” Kuhnke diz.

“Quando a novidade de dormir junto se esvai, o comum é voltar à posição mais confortável que leve à melhor qualidade de sono. Por esta razão, a ‘conchinha frouxa’ é mais comum no caso de casais que já estão juntos há mais tempo”.
“Quem fica por trás protege o que está na frente, como se dissesse ‘você pode contar comigo’ sem as implicações sexuais de uma conchinha mais intensa”.

Publicidade

Enrolados
Qualquer um que já tenha passado pelos primeiros dias de uma relação rápida e intensa estará familiarizado com esta posição.

“Quando o casal fica entrelaçado com as partes do corpo ao redor um do outro, este é um sinal de emoções intensas – como as experimentadas após a relação sexual – características do início de um relacionamento romântico,” diz Kuhnke.
“Embora alguns casais mantenham esta posição com o passar do tempo, ela pode refletir algo negativo, indicando que os indivíduos são dependentes demais um do outro para conseguirem dormir separados”.
De costas um para o outro com os glúteos se tocando
Embora esta não pareça uma posição muito romântica, Kuhnke explica que ela “indica que os indivíduos se sentem relaxados e confortáveis um com o outro”.
“Eles se sentem confiantes em relação ao relacionamento e apreciam seu próprio espaço,” ela explica.

“Ao ficarem de costas um para o outro, os dois estão indicando que têm a habilidade e o desejo de serem independentes, enquanto o fato de manter os glúteos em contato mostra que ambos ainda se sentem conectados sexualmente”.

Publicidade

Com a cabeça no peito do outro
“Nesta posição carinhosa, um parceiro descansa a cabeça no peito do outro enquanto as pernas se entrelaçam,” Kuhnke descreve.
“Esta posição é comum no início dos relacionamentos, e ocasionalmente em casais que se reuniram após um período de afastamento”.
Aparentemente esta é uma posição que representa o cuidado com o outro e cria um sentimento de proteção, indicando um alto nível de confiança e camaradagem.

“Dormir com a barriga para cima indica confiança e segurança em si mesmo,” explica Kuhnke.

Publicidade

“Quando o seu parceiro dorme com a barriga para cima e aninha sua cabeça com seus braços enquanto você a descansa em seu peito, a mensagem é de que ele tem poder e está usando-o para protegê-lo”.
“Estar de frente para o parceiro em posição fetal e descansar a cabeça em seu peito indica que você depende dele”.
“Se você dorme com a cabeça no peito do seu parceiro, mas o resto do seu corpo está esparramado pela cama, você está sinalizando que quer tomar suas próprias decisões”.
De frente um para o outro
Embora dormir de frente um para o outro possa ser comum em filmes representando romances ardentes, Kuhnke diz que a posição não é o que parece.
“Dormir de frente um para o outro é uma tentativa inconsciente de fazer contato visual durante a noite,” ela explica.

“Se o seu parceiro repentinamente vira o rosto na sua direção, ele provavelmente está se sentindo distante e quer se conectar. Ele também pode querer mais intimidade, principalmente se pressionar a pélvis contra a sua”.

Publicidade

Dormir de barriga para baixo
Más notícias para quem gosta de dormir de bruços, já que isso pode indicar sentimentos de ansiedade, vulnerabilidade, e uma falta de confiança sexual.
“Dormir de bruços protege a frente do seu corpo,” Kuhnke afirma.
“A não ser que existam razões físicas para dormir com a barriga para baixo, como dores no pescoço e nas costas, os indivíduos tendem a fazê-lo porque têm medo ou não querem enfrentar suas emoções”.
“Se você notar que seu parceiro está dormindo de bruços, pode se aproximar dele para fazê-lo se sentir protegido”.

Dominar a cama


“Se uma pessoa dorme como uma estrela-do-mar e os braços e pernas espalhados pela cama, você pode apostar que ela é alguém bem egoísta,” diz Kuhnke (e não podemos dizer que estamos surpresos);
“Se você notar que seu parceiro faz isso, e avança ainda mais empurrando-o e quase jogando-o para fora da cama, chegou a hora de o casal ter uma conversa honesta sobre o estado do relacionamento”.
Corpos separados com os pés se tocando
“Como seus pés estão mais distantes do cérebro do que qualquer outra parte do corpo, eles estão sob um controle menos consciente e podem oferecer pistas honestas a respeito do humor de uma pessoa,” ela explica.
“Se o corpo do seu parceiro não está tocando o seu e ele ou ela começa a brincar com seus pés sob os lençóis, este é um sinal de necessidade de atenção emocional ou sexual”.

Dormir a distâncias diferentes da cabeceira
O que uma cabeceira pode refletir? Ao que tudo indica, muito.

“Pessoas que dormem com a cabeça perto da cabeceira tendem a se sentir dominantes e confiantes. Aqueles que escorregam para baixo no colchão podem estar indicando sentimentos de subserviência e baixa autoestima,” Kuhnke conclui.
“Casais que dormem com as cabeças na mesma altura mostram que estão conectados, e aqueles que dormem com as cabeças se tocando indicam que têm mentes parecidas e sabem o que a outra pessoa está pensando”.
Seja qual for a sua posição favorita para dormir com seu parceiro, será impossível ir para a cama esta noite sem pensar no que ela significa.

Fonte: https://br.vida-estilo.yahoo.com



Publicidade

Veja também