GRAVE: pare já de fazer isso depois de transar ou você terá sérias consequências

Essas coisas devem ser abolidas depois de transar



Transar é indispensável para a existência dos seres vivos. Por isso, é uma situação muito estudada por cientistas de todos os planetas. Eles tentam achar métodos de melhorar a fecundação e, é claro, evitar doenças. 

Muitos males podem ser adquiridos por conta do ato e muita gente nem imagina que isso é possível. As pessoas tomam atitudes bastante corriqueiras e, ao mesmo tempo, perigosas, após um ato íntimo. Ainda assim, elas continuam a repetir tudo isso. Pensando em ajudar muitas pessoas, preparamos uma lista de coisas que devem ser evitadas após o ato.

Para começar, vamos falar de um ato muito comum e cometido pelas mulheres.


Após o ato é muito comum que elas fiquem na cama com os seus companheiros e esqueçam até mesmo de realizarem suas necessidades fisiológicas. É comum, por exemplo, que elas não façam xixi após o ato, mas isso pode gerar sérias consequências, como explicaram especialistas recentemente ao programa 'Bem Estar', da TV Globo.


Publicidade



1 - Não segure o xixi - A uretra da mulher é bem menor do que a do homem. Por isso, a entrada de bactérias e fungos é bastante fácil. Elas podem ter sérios problemas com isso. Infecções e Doenças Transmissíveis (DSTs), nesses casos, são bem comuns.

2 - A uretra possui uma espécie de sistema auto-limpante - A uretra, quando a mulher urina, utiliza o que alguns especialistas chamam de sistema auto-limpante. Ele é capaz de limpar a região e eliminar boa parte das bactérias.

Por isso, fazer xixi sempre que der vontade é fundamental.

3 - Usam o sabonete errado na hora da higienização - É sempre importante ainda tomar um banho após o ato. O problema é que muitas mulheres usam o sabonete comum para limpar a sua região íntima. Não tendo o sabão com pH neutro, o indicado é que elas usem apenas água, dessa maneira, evitam infecções ou deixar o órgão feminino mais frágil e propício a pegar doenças transmissíveis.

4 - Não trocam de roupa após a transa - Esse é outro erro bastante comum é que pode trazer sérias consequências. A umidade no corpo por horas pode causar a candidíase. Na transa, as pessoas suam, mesmo que a pessoa garanta que não está molhada o recomendável é sim trocar de roupa ou dormir completamente nu. Sempre, é claro, tomando um banho após o ato íntimo.



Fonte: Blasting News



Publicidade