Saiba como seu corpo teria que ser para sobreviver a um acidente de carro





O governo Australiano está promovendo uma campanha de segurança para diminuir o número de acidentes de trânsito, e com a escultora Patricia Piccinini, um cirurgião especialista em traumas e um engenheiro de segurança rodoviário, eles criaram o um ser humano capaz de sobreviver a um acidente.


Ele não tem pescoço, então não pode quebrá-lo. Um rosto gordo protege o nariz, as orelhas e o maxilar. Os mamilos extras garantem proteção para as costelas funcionando como o airbag, assim como a pele grossa.


Ele também possui recursos para salvá-lo de um atropelamento. Seus pés parecidos com os de um coelho são capazes de fazê-lo saltar sobre os carros e seus joelhos se dobram em todas as direções, para prevenir que a perna seja quebrada.


O objetivo é mostrar que nenhum ser humano é forte o bastante para sair ileso de em um acidente de carro.



A lesão mais comum do corpo é a cabeça e o pescoço, que podem ser fatais. Então, na hora de se submeter a alta velocidade ou o uso do celular enquanto dirige, é melhor pensar duas vezes.


Fonte: Towards Zero